mensagens indesejáveis que chegavam o chegam à nossa caixa eletrônica que vão ocupando o nosso dia a gente

Transcrição [Música] o pessoal tudo bem é queria falar com vocês hoje sobre privacidade e proteção de dados no brasil mas para entender como o sistema começa eu preciso levar adiante uma história trabalho com esse tema nessa interface entre direito e tecnologia há bastante tempo a mais de 20 anos e lá atrás exatamente em 2001 eu notei algo curioso no meio do escritório eu começava a receber muito spam para quem não se lembra expansão aquelas mensagens indesejáveis que chegavam o chegam à nossa caixa eletrônica que vão ocupando o nosso dia a gente tentar apagar tudo aquilo lá atrás 2001 eu recebi de tudo venda de produtos príncipes nigerianos exilados queriam me ajuda para recuperar o seu património como agente especial aquilo que começou a me incomodar então pedi a um estagiário que fosse até o camelódromo é o centro de comércio popular da uruguaiana no centro do rio ele comprasse um cd para mandar spam no que que é isso um cd que possuía milhões de e mails através dos quais você conseguia mandar uma mala direta para pessoas que nunca ouviram falar de você nem queriam receber aquela mensagem a gente pode até questionar se isso é lícito ou ilícito o motivo pelo qual eu pedi que o estagiário fosse é comprar não eu se eu não falar nada de relevante até o final da exposição eu queria passar uma lição de vida para vocês esse estagiário virou meu chefe então gente tratem bem o seu estagiário ele um dia pode ser o seu chefe nesse e mail para mandar spam é claro que lá estava o meu e-mail do escritório e aí eu percebi ao curioso o fato de que alguém estava pagando exatamente dez reais pra mandar uma mensagem para milhões de pessoas e também pra mim o cd é segmentado e mails de funcionários do banco do brasil e mails de pessoas do escritório jurídico com formação jurídica e isso me chamou muito a atenção lá atrás em 2001 alguém pagava uma fração de centavos para ter acesso a um dado pessoal meu pergunta é será que isso não é ilícito o que tem de errado nisso aqui será que o meu estado estão sendo violados para entender isso a gente tem que dar um passo atrás e procurar saber como privacidade e proteção de dados se tornam direitos e como nós podemos lutar por eles porque no caso do meu e mail do escritório era muito simples bastava cancelar aquela conta de email e começar uma nova mas quando a gente vai falar sobre dados pessoais talvez fique cada vez mais difícil apagar e começar de novo vamos entender como é que começa a estudar essa questão quando a gente pensa em privacidade e da cidade vai se tornar um direito só no século 19 mas isso não quer dizer que no século 19 as pessoas descobriram a privacidade não mostrou contrário ao longo da história a gente tem diversas situações em que a privacidade aparece como um sentimento como algo que as pessoas desejam aspiram então a gente for ler a ilíada de homero lá existe momento em que aqueles briga com agamenon por conta é de uma de uma escrava brisées ida e aqueles passa boa parte do poema o médico dentro da sua tenda e aí não vai lutar na guerra de tróia se recusa a lutar aquela tenda é o lugar dele onde ele tem privacidade pula um salto histórico caímos no século 18 talvez um dos personagens mais públicos o rei francês também tinha desejo por privacidade a gente dá uma olhadinha no mapa do palácio de versalhes a gente vai perceber que lá no meio da floresta o rei mandou construir o reluz 15 manda construir um petit trianon né uma edificação para a sua amante a madame de kompa do então até mesmo a figura mais pública também quer ter privacidade mas nada disso era um direito a primeira vez que direito à privacidade aparece assim conceituado em 1891 ter chamado the bright provas e dois juristas samuel ordem e luiz brandeis a forma pela qual privacidade aparece é a seguinte a privacidade é um direito ao isolamento o direito a estar só a se destacar da sociedade e aí a pergunta é muito bem será que essa é a privacidade que a gente quer hoje será que essa é a privacidade que a gente hoje em dia é pretende lutar por ela as coisas mudaram muito e ao lado da privacidade a proteção de dados pessoais começa a se tornar cada vez mais presente no nosso dia a dia talvez alguns de vocês conheçam esse caso americano da loja de departamento target a loja de departamento tarde através de um big data o tratamento de grande volume de dados dos seus clientes descobrir o que clientes um mulheres 2 que trocam o creme hidratante com o cheiro para creme hidratante sem cheiro e que compram também suplementos de zinco se esses três fatores se unirem trata grávida e aí a loja pode mandar cupom de desconto de berço enxoval para garantir que o enxoval será comprado na loja como vocês podem imaginar se pode dar muito certo ou muito errado nesse caso aqui bastante conhecido os cupons de desconto foram enviados para casa dessa menina de 16 anos o pai interceptou e disse mas como estão mandando esse tipo de cupom enfim minha filha não está grávida bom poucas semanas depois quando vocês podem imaginar o pai teve que pedir desculpas à filha estava grávida e ele disse é realmente aconteceram coisas aqui em casa das quais eu não sabia peço desculpas bom muita gente diz que o pai sempre o último a saber mas acho que nesse caso a gente está colando um pouquinho quando as lojas de departamentos sabem mais do que a própria família essa é a situação de dados sendo tratados para as mais diferentes modalidades e isso hoje em dia é a engrenagem que move uma série de negócios na internet especialmente redes sociais e aí vale aqui um exercício com cada um de vocês talvez alguns de vocês tenha conta no facebook uma das redes sociais mais famosas mais utilizados no mundo vocês já foram ver o que o facebook acha que é o seu interesse o que o facebook acha que te faz clicar na coisas nos anúncios vai na configurações do facebook você vai encontrar um link para anúncios é muito interessante então vai lá em configurações clicam em anúncios ou preferência de anúncios se você tiver um celular ou no desktop clicam em anúncios você vai ver o que o facebook acha que você gosta na categoria alimentos e bebidas o facebook acha que eu gosto de whisky e de escol eu não sou uma pessoa de deste lado na verdade nem tomar uísque e pergunta se isso foi útil para você acho que não na categoria esportes facebook acha que eu gosto de futebol triatlo não não é o caso nem futebol de areia também não e pessoas eu sou muito eclética aparentemente eu gosto do deputado alessandro molon do filósofo barulho espinosa e de ariana grande acho ok retiro que diz facebook você acertou direitinho mas brincadeiras à parte também gosta de presidente do brasil é interessante que nenhum deles qualquer um deles está ótimo e aí pessoal eu realmente mundo vocês a fazerem essa viagem de autoconhecimento ou pelo menos do que os outros conhecem de vocês aí vocês vão ver quais são as empresas que se comunicam com vocês quais são as empresas que a rede social imagina que vocês teriam interesse em uma olhadinha passei pela dinâmica de customização de anúncios acho que é uma forma de vocês entenderem como privacidade interessa como proteção de dados é importante e interessante que o próprio mark zuckerberg tenha dito lá atrás em 2010 e privacidade já não era mais uma norma social porque todo mundo gosta de compartilhar curiosamente o mesmo mark zuckerberg nesse ano disse que o futuro do facebook é mais privacidade depois de todos os escândalos envolvendo o vazamento de dados pessoais é interessante perceber como em nove anos o debate privacidade ganhou maturidade como esse debate cresceu e vale lembrar a gente se vocês não estão pagando por um determinado produto como costuma se dizer que o produto pode ser você e aí um outro tema que interessa para o debate sobre privacidade e proteção de dados é o avanço câmeras de reconhecimento facial ea utilização dos nossos rostos para as mais diferentes situações vale lembrar que isso não é ficção científica no carnaval do brasil no rio e em salvador nós já tivemos testes pilotos feitos com reconhecimento facial e inclusive no carnaval de salvador ficou conhecido o caso do camarada que foi vestido de mulher e foi preso porque ele era procurado pela polícia assim como temos outras situações em que até mesmo em centros comerciais já se começa a fazer uma identificação da pessoa que lá transita enfim com um banco de dados da polícia é bom entender gente que nós estamos acostumados a pagar tudo hoje com cartão de crédito cada vez mais a gente começa a migrar para biometria a impressão digital tem uma diferença muito grande entre o cartão de crédito ea impressão digital seu cartão de crédito fraudados semana emitiu outro se a sua biometria começa a ser fraudada é seu não tem como impedir permitiu outra então dados biométricos são muito importante e quando a gente caminha para reconhecimento facial a gente precisa entender quem é que vai ter acesso aos nossos dados biométricos quem é que vai ter acesso aos nossos dados reconhecimento facial e o que vai ser feito com esses dados me parece que começa a existir uma certa conscientização com relação a esse tema porque na brincadeira do chamado desafio dos dez anos muita gente começou a entrar em pânico para quem não se lembra o desafio dos dez anos na brincadeira em rede social em que a pessoa que estava uma foto de 2009 e uma foto de 2019 não sei o que você faria isso mas enfim essa brincadeira e muitas pessoas começaram a dizer isso é uma armadilha na verdade é para treinar técnicas de aprendizado de máquina pautadas em padrões de envelhecimento porque se você está fazendo isso em milhões de pessoas fazem isso no mundo inteiro é tudo que uma máquina precisa pra começar a treinar padrões de envelhecimento eu não quero que você saiba aqui paranóicos e eu não vim aqui enfim se absolutamente disseminar um niilismo entre vocês com relação ao futuro da tecnologia mas gostaria que vocês parasse e prestassem atenção e não saíssem fazendo é check in um foto com self a todo momento e entendendo se preocupando quem é que coleta esses dados onde é que esses dados são armazenados e o que pode ser feito com esses dados e aí vale lembrar o brasil aprovou uma nova lei de proteção de dados uma lei geral de proteção de dados foi aprovado em 2018 entra em vigor em 2020 e essa lei traz algumas ferramentas poderosas que vale a pena vocês conhecerem que vale a pena vocês se informarem e por que essa lei é importante porque o brasil não tem uma cultura de proteção de dados pessoais o brasileiro geralmente não se importa muito com a questão de dados pessoais principalmente quando na imprensa quase que toda semana a gente escuta dizer que uma empresa ou alguma determinada entidade governamental teve dados vazados e aí é curioso porque é difícil você construir uma cultura de dados pessoais através das repetidas infrações a essa a esses dados pessoais mas parece que caminhamos nem 2018 tema da redação do enem foi manipulação de dados dos usuários na internet o que mostra o início de uma preocupação com proteção de dados mas aí eu queria fazer um alerta porque quando se fala em manipulação como apareceu na redação do enem a gente está olhando apenas o copo meio cheio a gente tá olhando o aspecto negativo é bom lembrar que com dados pessoais o big data se faz muita coisa se personalizar experiências empresas desenvolvem modelos de negócio em cima disso saber o equilíbrio é a missão de todos nós que vamos poder usar a lei 3709 ao nosso favor e entender como ela pode empoderar os usuários para que eles conheçam mais os seus direitos então em 2020 você passa a ter a partir da lei o direito de saber quais são os dados que estão sendo tratados por empresas e governos retificar dados que estão sendo tratados caso estejam sendo tratados de forma errada a pagar esses dados transferir esse estado de uma empresa a outra uma situação de portabilidade como existe portabilidade de número de celular temos portabilidade de dados pessoais são direitos que vocês precisam conhecer e mais reconhecer se importar com eles e exercê los porque nós caminhamos cada vez mais no futuro no qual os dados formam o alicerce de uma nova economia hoje em dia toda empresa é uma empresa de dados de forma maior ou menor toda empresa coleta armazena e utiliza dados pessoais e justamente por isso quando se diz que dados pessoais são um novo petróleo a gente vai dar um passo atrás e entender que na verdade esse petróleo que se fala é retirado de cada um de nós esse petróleo na verdade vêm de pessoas humanas que têm a sua rotina que tem o seu dia a dia minerado analisado para chegar a uma determinada conclusão e digo isso não para causar medo mas apenas para alertá los que esse é um tema pelo qual vale a pena se interessar conhecer e lutar e não me venha dizer isso é especialmente importante num país como o brasil em que grandes cidades são muito inseguras em que a gente vai simplesmente dizer que em nome da segurança nós preferimos a abrir mão da privacidade ea proteção de dados como uma frase muito famosa costuma dizer aquele que diz que não precisa defender a privacidade porque não tem nada a esconder é o mesmo que dizer eu não preciso defender a liberdade de expressão porque eu não tenho nada a dizer obrigado pessoal