Alemanha: 70 tipos de borboletas, um terço delas ameaçado

Untersberg é uma enorme montanha plana (meseta) apenas 16 km ao sul de Salzburgo e que se estende até à Alemanha. Cerca de 400 são conhecidas e 150 documentadas em detalhes.

A mais impressionante delas é a caverna de gelo de Sche Uenberg, cuja camada mais profunda indica uma idade estimada em 3 mil anos. Entre a fauna do platô estão o lagópode- branco, a lebre-das-montanhas e a camurça. Nas escarpas mais altas, faias características da região cedem espaço a florestas de coníferas, com árvores raquíticas nos cumes. Mirtilos e violetas são comuns e bastante variados.

Em Untersberg, há trilhas de caminhadas, pistas de esqui, passeios de bicicleta e visitas guiadas às cavernas, além de um teleférico com uma vista espetacular. De acordo com a lenda, Carlos Magno pernoitou na montanha com sua corte e só despertou para liderar a última batalha do Bem contra o Mal quando os corvos deixaram de voar ao redor do cume. Outra lenda diz que foi o Imperador do Sacro Império Romano, Frederico I, o Barba-Roxa, quem pernoitou ali.

A impressionante garganta Seisenberg

Com 600m de extensão e 50m de profundidade, é um monumento nacional situado perto de Weissbach, em Salzburgo. Era inacessível até 1831, quando os lenhadores construíram o primeiro caminho para poderem transportar toras.

O rio Weissbach atravessa uma floresta com uma série de corredeiras espetaculares e depois precipita-se na estreita garganta, onde a água escavou a rocha formando uma  série de grutas e túneis de paredes lisas. Uma escada bem trabalhada, com degraus e passarelas de madeira, foi construída para que os visitantes atravessassem a garganta.

A escadaria fica aberta de maio a outubro e o passeio pela garganta demora uma hora, ida e volta. Na vizinha Vorderkaser, o Odenbach escavou uma garganta com 400m de extensão até chegar a 80m de profundidade.

Uma série de degraus conduz o visitante através de suas formações rochosas. Existem também vários lagos naturais na entrada da garganta onde é possível se banhar. Quando estiver por lá, não deixe de visitar a caverna de Lamprecht, próximo de Weissbach, uma das maiores cavernas panorâmicas do mundo.