A gruta Azul, uma das mais belas cavernas marinhas do mundo

Os visitantes podem remar pela entrada da gruta através de uma passagem com o teto tão baixo que é preciso se encolher no barco para atravessá-la. Para entrar nela, o gondoleiro espera pelo menor nível da água entre duas ondas.

Continue lendo “A gruta Azul, uma das mais belas cavernas marinhas do mundo”

Cheile Turzü, um magnífico desfiladeiro que atravessa os montes Apuseni

Na Romênia. Criados pelo rio Hasdate, os paredões de calcário com 250m emolduram uma bela reserva natural. O lugar é famoso desde o tempo dos romanos, pela paisagem pitoresca e pela diversidade de plantas e de animais. O desfiladeiro também é chamado de Turda, por causa da cidade de mesmo nome nas proximidades.

Continue lendo “Cheile Turzü, um magnífico desfiladeiro que atravessa os montes Apuseni”

A caverna de Lamprecht: um dos mais extensos conjuntos espeleológicos da Europa

É também a mais profunda caverna do mundo pela qual se pode caminhar. De acordo com a lenda, foi batizada em homenagem ao cavaleiro Lamprecht, que se apossou de um tesouro das Cruzadas. Mais tarde, o tesouro foi herdado por suas duas filhas. Mas uma das filhas roubou a parte da outra e o escondeu na caverna.

Continue lendo “A caverna de Lamprecht: um dos mais extensos conjuntos espeleológicos da Europa”

A geleira Pasterze, a maior formação glacial da Europa oriental

Guarda a vertente norte da montanha mais alta da Áustria, a Grossglokner. Há trilhas bem demarcadas para caminhadas e um trem funicular para facilitar o acesso à superfície e ao talude terminal de Pasterzenkees.

Continue lendo “A geleira Pasterze, a maior formação glacial da Europa oriental”

Paraíso Eslovaco: uma terra de paisagens arrebatadoras

O nome já diz tudo – o Paraíso Eslovaco é uma terra de paisagens arrebatadoras, incluindo prados, desfiladeiros, gargantas, grutas, colinas, rios e cascatas. Esse encantador  parque nacional é rico em calcário, que o tempo moldou em inúmeras paisagens.

Continue lendo “Paraíso Eslovaco: uma terra de paisagens arrebatadoras”