Visite o Desfiladeiro Vikos e o Vale das Borboletas e encante-se com tanta beleza

O Parque Nacional Vikos-Aoos fica no extremo noroeste dos montes Findo. Cobrindo uma área de 119 km, o parque abriga o desfiladeiro Vikos, a ravina Aoos e o monte Tymfi (Gamila). O Vikos é um dos mais profundos desfiladeiros da Europa e também o mais profundo cânion do mundo quando considerada sua largura – muitos desfiladeiros têm maior profundidade, mas também largura, o que lhes dá uma relação muito menor entre essas medidas.

O desfiladeiro é estonteantemente belo. Com 16 km de comprimento, recebe água de vários rios pequenos antes de conduzi-la ao rio Voidomatis, que nasce no cânion. Durante o verão, o rio seca e é possível descer ao fundo do desfiladeiro. Aconselha-se aos aventureiros que comecem a caminhada em Monodendri e desçam o cânion por Vikos ou Papingo e não o contrário -, a fim de se evitar a escalada íngreme ao final do trecho de l0 km.

Muitas flores raras são encontradas em todo o cânion, enquanto porções de florestas pontuam as escarpas. Ursos-pardos e lobos habitam a região, enquanto aves de rapina se aninham penhascos e camurças podem ser vistas nos rochedos.

VALE DAS BORBOLETAS RODES, GRÉCIA

Petaloudes, ou vale das Borboletas, é um desfiladeiro localizado 25 km a sudoeste da cidade de Rodes. Esse belo vale arborizado – com seus córregos, piscinas naturais e cachoeiras – atrai, no verão, panapanás da espécie Euplagia quadripunctaria. Acredita-se que elas sejam seduzidas pelo odor marcante do estoraque e porque a temperatura do vale permanece amena mesmo nos meses mais quentes do verão.

De junho a setembro, as árvores ficam cobertas por milhares de borboletas, que descansam, sobrevivendo de sua reserva de gordura. A princípio é difícil avistá-las – porque são bem camufladas, com listras pretas e bege nas asas anteriores -, mas só até que voem, abrindo as asas posteriores e exibindo um vermeIho escarlate.

Nos anos 1970, os turistas visitavam Petaloudes para ver as borboletas e faziam barulho a fim de que os insetos voassem. Mas essa revoada assustada deixava as borboletas exaustas. Muitas morriam, e a população da espécie começou a diminuir. Atualmente, os esforços para proteger a borboleta se mostram bem-sucedidos. Os guardas-florestais advertem os turistas para não incomodarem as delicadas borboletas, que têm aumentado em número.

Mais informações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *